AGRICULTURA BIOLÓGICA

A agricultura biológica é um sistema agrícola que procura fornecer-lhe a si, alimentos frescos, saborosos e autênticos e ao mesmo tempo respeitar os ciclos de vida naturais.
Para alcançar isto, a agricultura biológica baseia-se numa série de objetivos e princípios, assim como em práticas comuns desenvolvidas para minimizar o impacto humano sobre o ambiente e assegurar que o sistema agrícola funciona da forma mais natural possível.

As práticas tipicamente usadas em agricultura biológica incluem:

  • Rotação de culturas, como um pré-requisito para o uso eficiente dos recursos locais
  • Limites muito restritos ao uso de pesticidas e fertilizantes sintéticos, de antibióticos, aditivos alimentares e auxiliares tecnológicos, e outro tipo de produtos
  • Proibição absoluta do uso de organismos geneticamente modificados
  • Aproveitamento dos recursos locais, tais como o uso do estrume animal como fertilizante ou alimentar os animais com produtos da própria exploração
  • Escolha de espécies vegetais e animais resistentes a doenças e adaptadas às condições locais

Mas a agricultura biológica também faz parte duma cadeia de abastecimento maior, que engloba os sectores de transformação, distribuição e revenda, e por último, o próprio consumidor. Cada elo desta cadeia desempenha um papel importante na geração de benefícios através dum vasto leque de áreas incluindo:

  • Proteção ambiental
  • Bem-estar animal
  • Confiança do consumidor
  • Sociedade e economia

Sabe-se hoje que um grande número de pesticidas está associado a doenças do sistema nervoso, alergias, alterações no balanço hormonal, diminuição da fertilidade, enfraquecimento do sistema imunitário e incidência de diversos tipos de cancro. Optar por um consumo biológico é fugir deste cenário, mas também pensar no ambiente.

PRINCÍPIOS DA AB

A IFOAM – Federação Internacional dos Movimentos de Agricultura Biológica, define os seguintes princípios subjacentes à Agricultura Biológica: Princípios da AB Princípios da AB

  • Saúde – o papel da Agricultura Biológica (AB), tanto na produção como na transformação, distribuição ou consumo, é produzir alimentos nutritivos e de alta qualidade, que contribuam para a saúde e o bem-estar. Considera-se, numa abordagem mais abrangente, que a saúde dos ecossistemas, animais e plantas é indissociável da saúde do Homem. Princípios da AB
  • Ecologia – o respeito pelo ambiente leva, em Agricultura Biológica, (AB), ao desenho de sistemas agrícolas onde se inclui a criação de habitats e a manutenção da diversidade genética e agrícola, onde se fomentam ciclos fechados de nutrientes e materiais e o uso eficiente da energia e onde se preservam e beneficiam as paisagens e os recursos naturais.
  • Justiça – o objectivo de contribuir para a soberania alimentar e para a eliminação da pobreza, através da produção de alimentos nutritivos e em quantidade suficiente, o respeito pela qualidade de vida de todos os intervenientes, partindo dos agricultores e mão-de-obra agrícola, até ao consumidor final, e uma atitude respeitadora para com os outros seres vivos e os recursos naturais, são princípios que norteiam a Agricultura Biológica (AB).
  • Precaução – a precaução, a responsabilidade e a transparência são as principais preocupações na escolha e desenvolvimento de métodos e tecnologias aplicáveis em Agricultura Biológica(AB).